Pular para o conteúdo Pular para o rodapé

Como fazer sexo anal? Confira oito dicas para curiosos e iniciantes

É provável que sua primeira tentativa de fazer sexo anal seja um tanto decepcionante. No começo, um dedo no ânus já pode ser motivo para desistir. Porém, quem persiste, defende que, com um pouco mais de prática, jeitinho e tesão, é possível incorporar e dominar a técnica de como fazer sexo anal de uma forma muito prazerosa.

Claro que cada corpo funciona de um jeito diferente, mas algumas dicas são universais e servem tanto para homens quanto para mulheres. Para te ajudar, separamos oito dicas para curiosos e iniciantes que querem apimentar a relação e conquistar o prazer anal.

Afinal, existe uma técnica de como fazer sexo anal?

1- Sexo anal não deve doer

A sensação mais comum é querer fazer cocô. Mas calma, isso não significa que, de fato, algum acidente irá acontecer (espero que não!). Relaxe seus músculos, entre no clima da transa gostosa e respire. Use e abuse dos poderes do lubrificante íntimo, preferencialmente à base de água.

2- Cuidado na hora de penetrar

A região prazerosa do sexo anal é o ânus. Não precisa ir até o fim, como uma broca descontrolada, e alcançar os nervos no final do túnel. Imagine uma cesta de basquete: no esporte, o objetivo é acertar a bola lá dentro para conquistar os pontos; na trepada anal é mais gostoso — e menos doloroso — deixar a bola rolando no aro.

Deu para sacar a analogia? Os envolvidos, passivo e ativo, devem conduzir a relação para alcançar a satisfação mútua. Existe um produto no mercado que pode ser a saída para quem busca a ausência de dor durante a prática: o tal do anestésico anal.

Leia mais: Agora é que são elas: descubra o que é o pegging.

3- Não vá com muita sede ao pote

O sucesso do como fazer sexo anal depende do jeito que o ativo conduz a trepada. Ir muito rápido, colocando tudo dentro do ânus com força, pode estragar o momento e ainda não proporcionar nenhum prazer, muito pelo contrário. Vá devagar, aproveitando cada segundo da relação. Afinal, você não está num filme pornô.

4- Sexo anal não é sinônimo de sujeira

O ânus e parte inferior do reto têm pouco material fecal. Ou seja, ambas as regiões não são tão sujas quanto você imagina.

5- Aposte nos brinquedos sexuais

A maioria das mulheres fica mais à vontade quando recebe estimulação vaginal, clitoriana e/ou nos mamilos. Por conta disso, os vibradores e outros brinquedinhos eróticos são ótimas opções. Outra coisa a se atentar são os estímulos na região externa do ânus com a ajuda dos dedos. Inclusive, combinar essa prática com sexo oral pode ser um combo muito prazeroso. Experimente!

Leia mais: Vibrador Líquido: mergulhe nessa onda de prazer!

6- Fique de olho no dedo 

Assunto sério: o dedo que penetrou no ânus não pode ser o mesmo que passará pela vagina. Mesmo que o ânus não seja tão sujo quanto a maioria das pessoas pensam, há sim a possibilidade de contaminações e até infecções bacterianas.

7- Se tentou algumas vezes e não curtiu, não continue 

Tem de ser gostoso para você e para seu(a) parceiro(a). Não importa a posição ou prática sexual. Há mulheres e homens que insistem até se sentirem totalmente confortáveis com o sexo anal, porém, isso precisa ser de comum acordo e, mesmo durante as tentativas, algum prazer os dois precisam sentir.

Observe também se os sentimentos pelo(a) parceiro(a) e a sua auto-avaliação corporal afetam, de alguma forma, o prazer. Se tudo estiver bem, você saberá rapidinho se realmente gosta ou não do sexo anal.

8- Não faça nada que não queira (no sexo anal e na vida)

Caso não esteja preparado(a) para a prática ou simplesmente não gosta, jamais faça por insistência do outro ou forçado(a), ok? Mais gostoso que qualquer prática ou fetiche é o consenso.

Agora que você já tem oito dicas sobre  como fazer sexo anal, que tal conversar com o(a) parceiro(a) para descobrir se existe um fetiche ou curiosidade mútua? Vale a pena arriscar.

Tudo sobre o Mundo Liberal

Sexlog © 2022. Todos os direitos reservados.