Pular para o conteúdo Pular para o rodapé

Finalmente chegou o dia em que você entrará pela primeira vez na casa de swing! O coração começa a bater tão forte que quase sai pela boca, as pernas ficam tremendo, a cabeça vai a milhão pensando em tudo o que pode acontecer… Mas é tudo tão novo que começa a pintar um medinho básico: como é que vai ser esse negócio? Calma, queridx, aqui tem uma amostra grátis do que pode acontecer na sua primeira vez, então respire fundo e continue lendo!

O que eu vou encontrar na sua primeira vez na casa de swing?

Diversidade

As pessoas são a parte mais importante do swing e por isso é natural que role uma variedade de tipos físicos, estilos e personalidades. Altos, baixos, loiros, morenos, cristãos, ateus, advogados, garis. Essas credenciais são dispensáveis numa casa de swing, o que importa mesmo é a química sexual.

Não que você seja obrigado a ficar com todo mundo ou com alguém que não te atrai, mas é possível que você tenha se relacionado tanto tempo com um estilo só de pessoa que você nem saiba que curte algo diferente daquilo que está acostumado – ou do que você pensa que gosta. Sua primeira vez na casa de swing pode ser um momento de descoberta de novos gostos.

Isso serve para o básico: sempre ficou com loiras e se atrai por morenas, ou até para o mais pontual, o parceiro tem pau grande, mas a pessoa descobre que também curte os pequenos. Swing tem a ver com diversidade por isso é essencial que você deixe o preconceito em casa e entre na casa de swing com a mente aberta.

Shows

Sempre rola um striptease em casas de swing. Seja de profissionais, seja de clientes que amam se exibir. Espere ver mulheres super empoderadas dançando sem roupa ou seminuas, na pista, no pole dance, umas com as outras, uma com o parceiro da outra. E você até pode chegar junto, dançar junto, tocar nelas, desde que seja consentido. Antes de passar a mão naquele corpo gostoso pergunte se pode: consentimento é tudo!

E, prepare-se para ouvir um “não”, ou vários “nãos”. Da mesma forma que você não é obrigado a se relacionar com quem não te atrai, entenda que você não vai atrair todo mundo. Não perca sua noite encanado na negativa e invista em quem também te quer.

Sensualidade

O clima de uma casa de swing é tão sexy e estimulante que muitos clientes frequentam as casas sem intenção de fazer sexo com alguém, apenas pelo clima sensual extremamente excitante. Vários casais são simpatizantes do swing e aproveitam todo o ambiente erótico para apimentar o sexo entre eles, sem necessariamente colocar terceiros no meio da transa.

E pra quem busca interações sexuais e sexo grupal, esse clima altamente estimulante é o melhor que pode ter, tanto que algumas pessoas se dizem “viciadas” em swing. Não porque faz mal, mas por falta de palavras que descrevam melhor todas as sensações que uma noite na casa de swing proporciona.

Música eletrônica

A batida do eletrônico é o estilo de música oficial de 10 entre 10 casas de swing. As casas costumam promover dias de sertanejo, shows de rock ou apresentações de funk em dias específicos. Então se você não curte música eletrônica, vale a pena verificar a programação da casa onde pretende ir pra ver em qual dia rola aquele som que te agrada.

Lembrando que vários estudos já comprovaram que a música que você curte traz mais efeitos positivos do que aquela que não faz o seu estilo. É provável que você passe a maior parte do tempo sentado em um sofá na pista de dança na sua primeira vez na casa de swing, então é importante considerar que tipo de música você vai ouvir durante esse tempo – seu bem-estar pode ser afetado por ela.

Sexo

Por fim mas não menos importante, espere ver sexo grupal de todos os jeitos em sua primeira vez na casa de swing. Existe um espaço chamado de reservado (ou labirinto, salinhas, cabines…), que geralmente fica na parte de trás das casas. Ali funciona quase como um portal: de um lado um clube sensual, do outro um playground para sexo.

Dependendo do tamanho da casa de swing, há salas de todos os tipos: grandes, pequenas, abertas, fechadas, com vidro, com buracos (os famosos glory holes). Algumas mais criativas tem salas temáticas, como um consultório médico ou uma jaula com cadeados. Há ainda aquelas que investem em réplicas de transportes coletivos, como ônibus e avião. Tudo para que a fantasia do cliente vire realidade.

Espere ver sexo de todo o jeito: duas pessoas, três, quatro… vinte. Em pé, de quatro, na parede, no chão, no cinema. Sexo anal, oral, gang bang, pelo glory hole. Com roupa, sem roupa. Em um dia de menor movimento, pode ser que você não veja sexo algum acontecendo. Isso não significa que a casa de swing é ruim, apenas que o swing é uma réplica da vida cotidiana, com altos e baixos.

Dicas importantes para uma primeira vez na casa de swing

Agora que você já sabe o que esperar, preste atenção nas dicas do que fazer para ter uma experiência mais feliz na primeira vez que você for a uma casa de swing.

Cuide dos pertences

Já que existe todo tipo de pessoa no swing, pode ser que você dê azar de topar com alguém mal intencionado. Mais do que cuidar da bolsa e do celular, vale a pena deixar na chapelaria. Assim, além de ficar mais tranquilo para curtir a noite, a casa é responsável pelos serviços que oferece.

Com que roupa eu vou?

A dica base é a seguinte: vestiu, olhou no espelho e pensou “eu me pego!”, é com essa roupa que você deve ir. Mas como muita gente prefere se misturar na multidão e ir como a maioria vai, segue o script:

Mulher: pretinho sexy, curto ou com decote, salto alto.

Homem: calça jeans, camiseta e sapatênis.

Tem casas que proíbem entrar de tênis, rasteirinha, bermuda, boné, camisa de times. Na dúvida, consulte o site do local antes de sair de casa.

Cuide da saúde

Se a ideia é se jogar na muvuca sexual, leve camisinha. Não uma ou duas, mas leve várias! É melhor voltar pra casa sem usar nenhuma do que não ter uma pra usar.

É possível que tentem transar com você sem preservativo, dando as desculpas mais esfarrapadas possíveis. Se isso já acontece num mundo onde o sexo é tabu, que dirá num mundo o sexo é liberado. Esteja prevenido.

Caso aconteça de um preservativo estourar, avise a pessoa com quem você estava transando para que ela possa tomar as precauções necessárias. E você também se cuide. Visitar um médico nesses casos pode ser tranquilizador para os swingueiros de primeira viagem.

Nomes na lista

Algumas casas de swing dão descontos e cortesias para clientes cadastrados ou que efetuam reservas. Sempre confira o site do local que deseja ir pra ver se é preciso colocar nome na lista, se a noite é temática (podem ocorrer festas específicas, tipo à fantasia, baile de máscaras, etc.) e outras vantagens.

Cuide da relação

Se você está indo com seu companheiro de vida, tenha em mente que a relação de vocês é o mais importante. Se tiver que escolher entre o seu parceiro e aquele que você acabou de conhecer, o parceiro tem prioridade.No fim da noite é com ele que você vai voltar pra casa, vai deitar na mesma cama, vai acordar no dia seguinte. O outro vai embora, estando você bem ou não, tendo transado com você ou não.

O swing é um mundo de fantasias que encanta e se você não tomar cuidado, a grama do vizinho parecerá sempre mais verde que a sua. Tudo parece melhor no swing, tudo parece feliz e perfeito no swing, todo mundo parece ser mais legal. Saiba o que é real na sua vida e cuide mais disso do que da fantasia.

Faça sexo, se conseguir

Parece fácil, mas para a maioria das pessoas é muito difícil relaxar no sexo fora das quatro paredes de um quarto. A excitação é grande, o tesão vai a mil… mas fomos ensinados a esconder o ato sexual de tudo e de todos. Por isso, não é tão simples transar com um monte de gente do lado, te olhando e te desejando logo na primeira vez.

Além disso, se você está indo com seu parceiro, os medos do que pode acontecer depois ou do parceiro ficar chateado, brigar, fazer uma cena de ciúme, funcionam como barreiras enormes para o ato sexual com outras pessoas. Às vezes nem precisa chegar à penetração de fato, um simples toque no seio de outra mulher pode ser encarado como um problema.

Trata-se de algo tão novo na vida do casal e muitas vezes tão impensado, que muitos vão para uma casa de swing com outros objetivos em mente, por exemplo: agradar o parceiro, trair o parceiro ou salvar a relação que já morreu. O objetivo principal do swing é o prazer. A partir disso, as pessoas melhoram como indivíduos e, consequentemente, os relacionamentos ficam mais leves.

É fácil transar com outros, difícil é ver quem você ama transando com outros. Então não fique chateado se não rolar interação com ninguém na primeira vez. Tudo na vida é um processo e entrar no swing é um dos mais complexos que existem, pois mexe com suas crenças pessoais, bases morais e afrontas sociais. Tenha paciência, leia artigos, siga quem já trilhou esse caminho. Conforme você avança nesse processo e se torna mais livre sexualmente falando, fica mais fácil cair no meio da galera.

Lema do swing

Por fim, se você ficar nervoso e se lembrar só de uma coisa desse texto, que seja o lema do swing: tudo é permitido, nada é obrigatório. Isso quer dizer que você pode fazer o que quiser desde que respeite os limites dos outros.

E o outro pode ser seu próprio parceiro, um total desconhecido ou um grande amigo que você encontrou por lá. Não importa. Se o seu desejo esbarrou no limite alheio, pare.

Por Marina Rotty

Tudo sobre o Mundo Liberal

Sexlog © 2022. Todos os direitos reservados.